A Extraordinária Garota Chamada Estrela – Jerry Spinelli

Sinopse: Ela é tão mágica quanto o céu do deserto. É tão estranha quanto seu rato de estimação. É tão misteriosa quanto seu próprio nome. Com um simples sorriso, ela captura totalmente o coração de Leo Borlock. Com sua alegria, ela incendeia uma revolução de liberdade e autenticidade no espírito de sua escola. No começo, os colegas encantam-se com ela por tudo o que a faz ser diferente. Mas isso começa a mudar, e Leo, apaixonado e apreensivo, percebe que a única coisa que pode salvá-la das críticas é a mesma que pode destruí-la: ser alguém comum. Nesta celebração do inconformismo, o premiado Jerry Spinelli tece um conto tenso e emocional sobre os percalços de precisar ser popular e da emoção e inspiração do primeiro amor.

“Ela era fugaz. Ela era hoje. Ela era amanhã. Ela era o aroma mais suave da flor de um cacto, a sombra fúgida de uma coruja marrom. Nos não sabíamos o que fazer com ela. Em nossa mentem, tentávamos fixá-la em um quadro de cortiça como uma borboleta, mas o alfinete simplesmente se soltava e ela voava para longe.”

Eu terminei minha leitura já com um gostinho de saudade. Com certeza este será um livro que estarei sempre relendo. Ele não possui grandes acontecimentos pois toda a narrativa gira em torno da descrição de Leo sobre as ações de Estrela. O autor foi  excepcional com as frases de efeito bem reflexivas (como no exemplo acima).

A grande sacada do autor é ambientalizar a escola e seus personagens que são apresentados de forma nivelada e muito normais, com seus preconceitos e rótulos. A chegada de Estrela traduz bem a metáfora  da transformação do ambiente com sua luz interior.

Isso é muito comum. A falsa aceitação das diferenças tem destaque quase contínuo na narrativa. O que me encanta é a inocência de Estrela frente a tantos problemas e como ela resolve intimamente tudo com grande alegria e positivismo,  um modelo altruísta de vida (uma overdose do modo Pollyanna de ser).A rejeição permeia todos os grandes momentos do livro, e Leo percebe o quanto está afogado em rótulos e modismos.

O romance entre Leo e Estrela é lindo! Destaco que o mais apaixonante é que Leo ama Estrela do jeito que é, e demonstra claramente o conflito que vive por tentar se enquadrar no grupo da escola e não tentar mudar a personalidade dela.

O livro deixa algumas colocações para reflexão como: “Vale a pena abrir mão de que se é de verdade, para ser aceito pelos outros?”, “Quanto a opinião alheia é importante para sua vida?”, e “quanto a opinião e oposição social pode prejudicar suas decisões e sua vida?”.

Nós queríamos defini-la, etiquetá-la como fazíamos uns com os outros, mas não conseguíamos ir além de “esquisita”, “estranha” e “patética”. O jeito dela nos tirava dos eixos. – Pág. 19

Uma leitura apropriada e suave, indicada não só para meninos e meninas que estão em seus 15 ou talvez 16 anos, mas sim, todos aqueles que tem dentro de si memórias inocentes e que desejam viver a vida de um jeito mais doce e feliz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: