Fábulas de Esopo e La Fontaine – por Paulo Coelho

Fábulas – Histórias de Esopo e La Fontaine para o nosso tempo é o primeiro livro de Paulo Coelho para crianças e jovens.

Em sua larga e bem-sucedida trajetória como escritor – 24 obras em quase 30 anos –, ele nunca havia se aventurado pela literatura infantojuvenil, pelo menos até agora.

Gostei muito desta edição, e do toque especial dado as fábulas pelo imaginário de Paulo Coelho. Publicado em 168 países, 73 idiomas e com mais de 168 milhões de livros vendidos em todo o mundo, Paulo Coelho é o maior best-seller nacional.

Atribui-se ao grego Esopo a reunião, ainda na Antiguidade, de um conjunto de histórias de fundo moral que moldaram os padrões da civilização ocidental. Mais tarde, algumas dessas histórias foram recontadas por La Fontaine, celebrizado ao convertê-las em poemas.

Na linhagem de Esopo e La Fontaine, Paulo Coelho – o grande fabulista da era contemporânea – faz uma seleção das 96 melhores fábulas para o nosso tempo. Entre elas, estão verdadeiras pérolas da literatura, como a clássica história do lobo em pele de cordeiro e da cigarra e a formiga. Outras, embora menos conhecidas, têm também um papel essencial
na formação e na educação há centenas de gerações.

Este é um livro para os filhos, para os pais, e para os pais lerem com os filhos. É o mais antigo e eficaz instrumento para transmitir às crianças valores essenciais de ética, moral e comportamento que são eternos, e por isso continuam tão atuais quanto na velha Grécia.

Fiquem com uma pequena degustação :

O lobo vestido de ovelha Um lobo decidiu se disfarçar de ovelha para poder atacar um rebanho sem ser notado. Cobrindo-se com uma pele que encontrou na fl oresta, conseguiu misturar-se em meio às ovelhas. Nenhuma delas notou nada de diferente, e o pastor também não. Assim, no fi nal do dia, fechou todos os seus animais no estábulo. O lobo, já se deliciando ao pensar que iria ter um banquete digno de reis, de repente sentiu uma lâmina fria atravessar seu pescoço. Era o pastor, que havia decidido fazer um cozido. Por notar que aquela ovelha era maior que as outras, ele a havia escolhido para seu jantar.

Moral da história : Mudar sua natureza nem sempre é uma boa ideia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: