Conheça os autores que ganharam o prêmio Nobel nos últimos 15 anos

downloadO Nobel de Literatura (em sueco: Nobelpriset i litteratur) é um prêmio literário concedido anualmente desde 1901. É atribuído a um autor de qualquer nacionalidade que, de acordo com as palavras do próprio Alfred Nobel, criador da distinção, tenha produzido, através do campo literário, o mais magnífico trabalho em uma direção ideal (originalmente do sueco: den som inom litteraturen har producerat det utmärktaste i idealisk riktning). O “trabalho” referido aqui significa, para Nobel, a obra inteira desse escritor, seus principais livros, sua mentalidade, seu estilo e suas filosofias, não distinguindo uma obra em particular.

A Academia Sueca é quem escolhe esse escritor e o anuncia no começo do mês de outubro de cada ano. Para muitos, é esse o maior e mais distinto prêmio que um escritor ou uma escritora pode receber dentro do ramo da literatura.

O prémio/prêmio é por vezes consensual e por vezes polêmico, já que muitos consideram que tem ignorado autores mundialmente reconhecidos. Alguns especialistas assinalam que grandes autores clássicos do século XX não receberam o prémio. Segundo David Remnick, director da revista The New Yorker, escritores como Marcel Proust, James Joyce ou Vladimir Nabokov deveriam ter recebido a distinção.

Críticos literários como Emmanuel Carballo e Sergio Nudelstejer juntam a esta lista os nomes de Franz Kafka ou Jorge Luis Borges. Adolfo Castañón inclui ainda Julio Cortázar e Juan Carlos Onetti. Kjell Espmark, membro da Academia Sueca, indica numa obra sua mais nomes omitidos como Liev Tolstói, Émile Zola, Henrik Ibsen ou Paul Valéry, para mencionar apenas alguns.

Dois dos galardoados com o prêmio recusaram-no: Boris Pasternak (1958), por forte pressão do governo soviético, e Jean-Paul Sartre (1964), que alegou que a sua aceitação implicaria perder a sua identidade de filósofo.
Conheça outros vencedores do prêmio Nobel dos últimos 15 anos:

2016 : O prêmio ainda não foi definido, mas o Brasil tem uma candidata!! A escritora Ligya Fagundes Telles.

2015: Svetlana Alexievich, 67 anos, foi a eleita pela Academia Sueca. – Ela inaugura um novo gênero literário, entre o jornalismo e a ficção – sugeriu a crítica. Ganhou pelos seus escritos polifônicos,um monumento ao sofrimento e coragem em nosso tempo.

2014: PATRICK MODIANO
O escritor francês conhecido por livros que abordam pela ficção as consequências da II Guerra Mundial, como Remissão da Pena e Flores da Ruína.

2013: ALICE MUNRO
A contista canadense constrói narrativas com densas personagens femininas. Tem diferentes títulos publicados no Brasil pela Biblioteca Azul e pela Cia das Letras.

2012: MO YAN
Os livros do escritor chinês fundem realidade, contos populares e ficção fantástica. Neste mês, seu romance As Rãs foi lançado no Brasil.

2011: TOMAS TRANSTRÖMER
O poeta sueco, que morreu em março, tem sua obra traduzida para mais de 50 países, mas ainda não chegou ao mercado editorial do país.

2010: MARIO VARGAS LLOSA
Jornalista e escritor peruano, tem mais de 40 títulos publicados, entre ficção e ensaio. Destacam-se romances como A Guerra do Fim do Mundo.

2009: HERTA MÜLLER
Escritora alemã conhecida pelos relatos sobre a Romênia comunista de Nicolae Ceausescu, como A Raposa Já Era o Caçador.

2008: JEAN-MARIE GUSTAVE LE CLÉZIO
O autor francomauriciano tem mais de 40 obras publicadas, entre contos, romances e ensaios. Um dos destaques é Refrão da Fome, romance que aborda a Europa sob o nazismo.

2007: DORIS LESSING
Considerada pela Academia Sueca como uma “contadora épica da experiência feminina”, a escritora britânica morreu em 2013, e tem vários títulos publicados no Brasil.

2006: ORHAN PAMUK
Romancista turco, tem best-sellers internacionais como os romances Neve e O Livro Negro, nos quais aborda questões sociais e religiosas.

2005: HAROLD PINTER
Morto em 2008, o britânico tem importantes obras na dramaturgia e na prosa. É autor de A Volta ao Lar, peça dirigida no Brasil por Fernando Torres.

2004: ELFRIEDE JELINEK
A austríaca aborda temas contemporâneos como a violência na sociedade de consumo. No Brasil, publicou A Pianista e Desejo.

2003: J.M. COETZEE
Natural da África do Sul, publicou mais de 20 livros, muitos deles lançados no Brasil. As obras tratam de temas como violência, censura, opressão e exílio.

2002: IMRE KERTÉSZ
Autor de romances como Sem Destino e Liquidação, o escritor húngaro é conhecido por abordar a violência da II Guerra, da qual ele mesmo foi vítima.

2001: V.S. NAIPAUL
Nascido em Trinidad e Tobago, trabalhou na Inglaterra como jornalista. Tem vários livros publicados no país, abordando desde sua infância até temas contemporâneos.

2000: GAO XINGJIAN
O escritor chinês trabalha a realidade de seu país em romances e peças de teatro. No Brasil, publicou A Montanha da Alma, que está esgotado.

Fonte:http://zh.clicrbs.com.br/rs/entretenimento/noticia/2015/10/nobel-de-literatura-vai-para-a-jornalista-bielorrussa-svetlana-alexievich-4865468.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: