Mundo Livro: o horror cotidiano da argentina Mariana Enriquez

Em um país que transformou seu pendor para a violência em mito, talvez um dos modos de apreender suas contradições seja por meio do horror. É a aproximação escolhida pela jornalista e escritora argentina Mariana Enriquez, 44 anos, nos 12 contos de As Coisas que Perdemos no Fogo, livro já traduzido em mais de 20 países e... Continue lendo →

Anúncios

WordPress.com.

Acima ↑